Quarta-feira, 27 de Janeiro de 2010

Velocidade de Segurança...

 

‘Gestão das cidades é muito insuficiente’
«A gestão das cidades portuguesas, apesar dos elevados progressos, continua num patamar, na maioria dos casos, ainda muito insuficiente para responder aos desafios da competitividade, não por razões de hardware – equipamentos físicos e materiais –, mas, principalmente, por razões de software – conhecimento, qualificação de recursos e posicionamento competitivo».
 
http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=156540
 
15 Concelhos vão limitar velocidade a 30 km/hora
O aumento dos atropelamentos nas zonas urbanas e o congestionamento do tráfego já levou 15 cidades e vilas portuguesas a começar a implementar um limite de velocidade máximo de 30 km/hora em algumas vias ou bairros. Em Lisboa já existe uma, no Bairro Azul e, segundo a câmara, está a ser um sucesso.
As "zonas 30" são assim designadas porque o método mais marcante de moderação nestas áreas é a limitação de velocidade máxima a 30 km/hora, embora a criação de zonas pedonais e de outros obstáculos à circulação automóvel também sejam características deste "conceito".
Os atropelamentos mortais subiram 30% este ano em relação a 2009, com 40 mortes nas cidades portugueses.
http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/Interior.aspx?content_id=1443104
 
 
Estreitamento de vias e passadeiras sobrelevadas para reduzir velocidade.
"Não basta colocar sinalética", frisa o presidente do Observatório da Segurança das Estadas e Cidades, Nuno Salpico, defendendo o estreitamento das vias, a supressão do número das mesmas e passadeiras sobrelevadas junto a escolas, lares de idosos, hospitais ou estações de transportes públicos.
"Está provado que alguém atropelado a uma velocidade de 50 km/h tem 50% de hipóteses de sobreviver. Se o acidente se der a 30 km/h, as hipóteses aumentam para 90%."
José Miguel Trigoso, da Prevenção Rodoviária Portuguesa, acrescenta: "Um pequeno excesso de velocidade em meio urbano tem mais impacto negativo do que um grande excesso em vias urbanas". Por isso defende as "zona 30", mas "a sinalética só não resulta".
http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1443109
 
Brisa recebeu este ano 35 queixas de utentes por apedrejamentos
Desde o início do ano, a Brisa recebeu 35 reclamações relativas a apedrejamentos em viadutos e passagens pedonais - uma média de quatro queixas por mês.
O arremesso de objectos contra veículos em movimento constitui crime previsto no Código Penal, punido com pena de prisão até um ano ou multa até 120 dias. Se, em consequência do acto forem atingidos veículos e pessoas, o autor pode ainda ser punido pelos crimes de homicídio, ofensa à integridade física (se apenas resultarem danos corporais) ou dano patrimonial.
A Brisa não se responsabiliza pelos mesmos. "A prevenção é feita de forma voluntária porque as passagens superiores - viadutos - não integram a rede Brisa"...
De Agosto de 2008 a Junho de 2009, a Associação de Defesa do Consumidor (Deco) recebeu 86 queixas referentes a problemas com as concessionárias portuguesas de auto-estradas.
http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1334768
 
Utentes querem melhor pavimento nas Auto-estradas
Os utentes das auto-estradas portuguesas consideram o mau estado do pavimento como principal factor de insegurança daquelas vias e os congestionamentos como principal razão nos atrasos, segundo um inquérito…
No entanto, de acordo com os dados divulgados, apesar da nota positiva que os inquiridos dão ao pavimento - 6,9 valore - quase 50 por cento dos condutores consideram que o mau estado dos pavimentos é o principal factor de insegurança numa auto-estrada, apesar de só 14,4 por cento sugerirem a melhoria do estado do piso.
Já no que diz respeito a atrasos, perto de 23 por cento dos condutores inquiridos têm atrasos frequentes e, destes, 77,2 por cento culpam o congestionamento no tráfego.
http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1307857
 
SAFESPEED
Estratégias de gestão da velocidade…
19-01-2010
Desenvolver uma ferramenta de apoio à definição dos limites de velocidade adequados a cada ambiente rodoviário (urbano, suburbano, rural) e soluções integradas de traçado capazes de reduzir o número de acidentes rodoviários nas estradas portuguesas são os objectivos centrais do projecto, em curso,
 
Este projecto inovador, que reúne 8 investigadores da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) e de Engenharia do Porto (FEUP) e da Universidade do Minho, apoiados por alunos de Doutoramento, é financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT).

(…) O resultado final do projecto passa ainda pela criação, para cada velocidade legal, de
soluções capazes de induzir naturalmente o condutor a adoptar comportamentos compatíveis com o ambiente rodoviário que atravessa.
 
Isso será conseguido através da utilização de medidas de acalmia de tráfego que podem passar, p. ex., pela implantação de rotundas, gincanas, alteração de pavimentos, ou reforço da iluminação pública.
 
Estas medidas actuam, quer fisicamente, quer por coação psicológica sobre o condutor impedindo-o de adoptar comportamentos desajustados à velocidade pretendida.

(…) Mais de metade das estradas portuguesas têm limites de velocidade abaixo do aconselhável, levando ao descrédito das regras e à transgressão, disse uma investigadora da Universidade de Coimbra que está a estudar os limites adequados a cada troço.
A especialista em transportes e segurança rodoviárias, docente na FCTUC, frisou que a desadequação do limite de velocidade às características da estrada “viola as naturais expectativas do condutor, que acaba por transgredir” e tem como efeito “o descrédito total” das regras de trânsito.
(…) A investigadora falava à Lusa a propósito de um projecto, denominado "Safespeed - Estratégias de Gestão de Velocidade", que arrancou há um ano e visa criar um sistema que permita adaptar o limite de velocidade legal às características da via, obrigando o condutor a respeitar esse limite, através de ferramentas de “coacção física e psicológica”.
(…) O estudo, que tem o apoio da Autoridade Nacional da Segurança Rodoviária, abrange a zona Norte do país, nomeadamente Famalicão, Guimarães, Braga e Felgueiras, mas o objectivo é que as conclusões sejam aplicadas em todo o país.
http://www.testdrive.pt/comercio_e_industria/especiais_detalhe.php?Id=4932
http://www.safespeed.org.uk/
 
Dados sobre segurança rodoviária em 2009
O ministro da Administração Interna, Rui Pereira, preside à cerimónia de apresentação dos dados, com a presença também de Paulo Marques, presidente da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), Luís Branco, da GNR, Jacinto Jesus Moreira, da PSP, Patrícia Gaspar, da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), e Artur Manuel Martins, do INEM.
 
O capitão da GNR João Figueiredo disse (…) que o balanço da Operação Ano Novo da Guarda Nacional Republicana, que se iniciou às zero horas de quarta-feira e terminou às 24h de domingo, «é preocupante», tendo sido registados oito mortos (mais um relativamente ao período homólogo de 2008), 28 feridos graves e 396 feridos ligeiros.
 
http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=158839
 
Noções de Topografia Para Projectos Rodoviários
 
http://www.topografiageral.com/Curso/capitulo%2007.php
 
Será que o Ministério da Administração Interna está a seguir uma política de segurança rodoviária em que já não acredita?!
 
'Perderei a minha utilidade no dia em que abafar a voz da consciência em mim'.
Mahatma Gandhi
 
 
 

 

 

publicado por cambiantevelador às 00:24
link do post | sujerir | favorito
|

.Mais sobre mim em breve

.pesquisar

 

.Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. 406 Mortos nas estradas.....

. Auto-estradas sem Brigada...

. Condução Segura e Ecológi...

. Catástrofe Rodoviária…

. Portagens - CCUT 2014...

. Mais Vítimas na Estrada…

. Fim-de-semana negro...

. Travar a Sinistralidade.....

. Dê Férias à Velocidade…

. Crise Rodoviária em Portu...

.arquivos

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.favorito

. Contrato Promessa

. MOBILIDADE GEOGRÁFICA LAB...

. Cidadania activa: o jorna...

blogs SAPO

.subscrever feeds