Segunda-feira, 29 de Junho de 2009

Perseguições policiais...

 

Perseguições policiais fizeram 19 mortos desde 2004
De 2004 até este mês houve 19 mortes causadas por perseguições policiais.
Só este ano já houve três. Motivo suficiente para o inspector -geral da Administração Interna quebrar o silêncio e alertar que estão a acontecer "demasiadas mortes" . Varges Gomes manifesta a sua "profunda preocupação" e sublinha que se "corre o risco" de se "tornar uma prática".
 
Desde 2004 morreram 19 pessoas em perseguições policiais. Segundo dados da Inspecção-Geral da Administração Interna (IGAI) a que o DN teve acesso, foram abertos 15 inquéritos relativos a 16 mortes (um dos processos tem duas) entre 2004 e 2008, das quais oito ainda não foram decididas pelos tribunais.
 
Em quatro dos sete casos de mortes de suspeitos, a decisão do tribunal foi de condenação do elemento da força de segurança. Três foram absolvidos. A tendência judicial é pela punição dos polícias. O Inspector-Geral da Administração Interna quebrou o silêncio e disse, ao DN, que há "demasiadas mortes" em perseguições policiais, situação que considera "preocupante."
 
…O Inspector-Geral da Administração Interna, Varges Gomes, entende que a situação "é preocupante" e, pela primeira vez desde que tomou posse, há seis meses, quebra o silêncio: "Há demasiadas mortes. São sempre demais. Corre-se o risco destas actuações se tornarem uma prática e não se podem considerar normais estes casos. Têm que ser sempre excepcionalíssimos".
 
O juiz-desembargador vê "com apreensão" algumas perseguições. "Há casos que não se justificam", defende, lembrando as palavras do seu antecessor, Clemente Lima. "Ninguém pode ser condenado à pena de morte por não parar num sinal vermelho ou numa operação stop", dizia o anterior "polícia dos polícias", a propósito de situações dessa natureza que tinham acontecido na altura. Varges Gomes subscreve e acrescenta: "Diria mais, ninguém pode ser punido com pena de morte por razão nenhuma".
 
O inspector-geral compreende que "há situações inevitáveis: vivemos numa sociedade de risco e isto potencia estas reacções por parte das forças de segurança, mas a vida é um direito fundamental, e é preciso fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para que as mortes, ou ferimentos, nestes casos, sejam apenas em legítima defesa, como mandam as regras de actuação policial. http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1224169
 
http://cambiantevelador.blogs.sapo.pt/38171.html
 
www.policedriving.com
 
http://pessoas.hsw.uol.com.br/perseguicoes-policiais2.htm
 
http://www.portalcab.com/videos/perseguicoes-policiais.php
 
 
“O Acaso, dizemos. Mas o acaso assemelha-se-nos.
Georges Bernanos

 

 

 

publicado por cambiantevelador às 11:13
link do post | sujerir | favorito
Quinta-feira, 25 de Junho de 2009

Conduzir motociclos...

 

 

Condutores de veículos ligeiros vão poder conduzir motociclos
 
A proposta que abre a possibilidade de os condutores com a carta de condução de veículos ligeiros poderem estar automaticamente habilitados a conduzir motociclos mereceu o apoio de todos os partidos na Assembleia da República.
 
O diploma apresentado pelo PCP, que visa abrir em Portugal uma possibilidade já existente na generalidade dos países da União Europeia, prevê que a habilitação para a condução de motociclos de cilindradas até 125 centímetros cúbicos, para quem já tenha carta de condução de ligeiros, se faça mediante uma "pequena prova de perícia, barata e simples", como explicou o deputado do PCP Miguel Tiago.
 
Trata-se, no entender do deputado comunista, trata-se de uma "proposta de longo alcance", que "facilitará a mudança de meio de transporte para outro menos prejudicial ao ambiente e mais ágil", com "aumento de qualidade de vida" para os seus utilizadores.
 
http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Nacional/Interior.aspx?content_id=1241208
 
 
Condutores de automóveis passam a poder guiar scooters
 
 
Dentro de alguns meses, os condutores com carta de ligeiros vão poder conduzir motas de baixa cilindrada, escreve o Público. Para isso, apenas precisam de realizar um exame prático. A proposta é do PCP e agradou todos os partidos
 
O projecto de lei do PCP, que altera o Código da Estrada, propõe que todos os titulares de cartas de condução de ligeiros possam ter também permissão para conduzir uma mota com uma cilindrada inferior a 125cc ou potência abaixo de 11 kw, escreve o Público.
 
É apenas preciso fazer um exame prático para provar que os condutores sabem conduzir um motociclo, sem que seja exigida a inscrição em escola de condução.
Para o deputado comunista Miguel Tiago, os «espaços de estacionamento, fluidez de trânsito, economia de combustível, de tempo e de dinheiro» são algumas das vantagens desta medida que pode significar uma «melhoria da qualidade de vida para quem deixa de perder duas a três horas diárias em filas de trânsito». SOL 
 
http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=136174
 
Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança;
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.
Camões
 
 Regresso ao passado
 
Com a entrada na CEE em 1986, o poder económico dos Portugueses aumenta, e a motorizada do chefe de família é encostada de vez na garagem, para dar lugar ao automóvel.
 
As motorizadas conseguiam assumir vários papéis e serviços.

Desde a motorizada que levava o trabalhador ao emprego, a motorizada que levava o jovem à escola, o parceiro de trabalho do carteiro, até ao veículo do entregador de Pizzas.
  
Existiam algumas firmas nacionais de motorizadas como, a Famel, a Quimera Alma; Pachancho; Miralago e Rufino de Almeida.
 
No entanto a Metalurgia Casal foi a maior empresa Portuguesa do sector das 2 rodas. Nenhuma outra empresa conseguiu ter a capacidade produtiva e o número de unidades vendidas da Metalurgia Casal.
 
Nenhuma outra empresa nacional conseguiu produzir motorizadas, motas, motores e alfaias agricolas em grande escala e com um motor de produção própria.
Regendo-se inicialmente pelo modelo Alemão da Zundapp, aproveitando e imitando o que esta empresa tinha de bem feito, a Casal conseguiu destacar-se da Zundapp e de todas as empresas nacionais, tornando-se uma marca respeitada tanto no mercado nacional como no mercado externo.
 
http://casalbossportugal.blogspot.com/2007/10/historia-metalurgia-casal.html
 
A única scooter Portuguesa foi desenhada por um engenheiro Alemão e construída pela conhecida Metalurgia Casal S.A.R.L., sediada em Aveiro
 
http://clientes.pluricanal.net/pla00523/casal_carina.htm
 
 
“A memória dá nova existência às coisas que já morreram”
Mendonça Trémont
 

 

publicado por cambiantevelador às 09:11
link do post | sujerir | favorito
Segunda-feira, 22 de Junho de 2009

Tecnologias no Automóvel…

Sinistralidade rodoviária é a nona causa de morte no mundo

  - A sinistralidade rodoviária é actualmente a nona causa de morte, a nível mundial, prevendo a Organização Mundial de Saúde que se torne a terceira, em 2020.
 Preocupada em inverter esta tendência, a Federação Europeia de Vítimas da Estrada (FEVR) institui, em 1995, a celebração anual do Dia Europeu em Memória das Vítimas da Estrada.
 Em 2005 este dia tem o reconhecimento oficial da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas e da Organização Mundial de Saúde e deixa de ser europeu e passa a ser uma celebração mundial e, desde então, o Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada é assinalado anualmente no terceiro domingo do mês de Novembro.
http://www.gov-civil-evora.gov.pt/index.php/gce/gabinete_de_imprensa/gcde_na_comunicacao_social/temos_todos_que_estar_unidos_para_combater_este_flagelo
 
Utilização incorrecta das novas tecnologias na condução
 
Como os ADAS (Advanced Driver Assistance Systems) podem complicar a vida dos condutores
 
Os sistemas ADAS existem nos veículos modernos para apoiar o condutor no processo de condução do veículo,  como interfaces "homem-máquina" que pretendem aumentar a segurança do veículo e a segurança rodoviária.
 
Alguns exemplos de ADAS são o sistema de navegação (GPS), o "cruise-control" adaptativo (ACC), o sistema de alerta para mudança de fila (AFIL), sistemas de adaptação de velocidade e travagem, sistemas de reconhecimento de sinais e/ou obstáculos, o apoio à visão nocturna, ângulos mortos e apoio ao estacionamento, etc.
 
A utilização frequente e desadequada de alguns destes sistemas, ao contrário de aumentar o nível de segurança, pode provocar situações de perigo ou influenciar negativamente o condutor.
 
Por exemplo, o sistema de iluminação automático, equipamento de série em já muitos veículos, liga as luzes de forma automática (sem intervenção do condutor) desde que a iluminação exterior seja reduzida.   Este sistema é de extrema utilidade quando por exemplo se entra num túnel, ou quando começa a escurecer ao fim do dia.  
  
Mas também possui alguns inconvenientes.   Se sair de casa cedo, estando ainda escuro, as luzes ligam-se de forma automática. Se durante o seu percurso matinal encontrar nevoeiro, quando já começa a aparecer alguma luminosidade do sol a nascer, continua com os faróis ligados.   Se o nevoeiro se prolongar e entretanto a iluminação natural do dia se intensificar, provavelmente os faróis irão desligar a meio do nevoeiro, sem que o condutor disso se aperceba.
 
Também o "cruise-control" por vezes, sendo utilizado em vias com tráfego intenso, leva a que o condutor trave mais tarde do que o habitual, pois em condições normais, quando é o condutor através do acelerador a definir a velocidade,  provavelmente desaceleraria um pouco para diminuir a velocidade no caso de ter outro veículo à frente.  
 
No caso do "cruise-control" o condutor costuma travar para desligar o sistema e adequar a velocidade à do veículo da frente.   Em situações de tráfego intenso ou onde não seja possível manter uma velocidade constante durante um período longo, é preferível não utilizar este sistema.
 
Estão em curso já há alguns anos, estudos que pretendem melhorar estes sistemas para que eles não provoquem situações de risco desnecessárias ou "efeitos secundários" perniciosos.
 
Por exemplo, o GPS quando surgiu nos veículos, não transmitia informações auditivas acerca dos percursos e direcções, o que provocava uma enorme distracção do condutor.   Por isso actualmente todos os sistemas de GPS "falam" com o condutor, dando-lhe as instruções necessárias e de forma antecipada para que ele não tenha de retirar os olhos da estrada.   
 
Um dos maiores problemas que o uso do GPS levanta, é a sua utilização indevida durante a condução.   Seleccionar um destino, visualizar uma rota ou manipular o GPS, deve ser feito com o veículo parado.   A maioria dos sistemas GPS integrados não permite a sua manipulação com o veículo em movimento.   No entanto, os sistemas portáteis instalados no veículo aceitam a sua utilização em movimento. A. Macedo – Maio09
 
Fonte:http://www.crm.pt/noticia.php?id=175
 
BMW inclui comandos de voz nos novos modelos
 
A BMW vai passar a integrar tecnologias de controlo de comando por voz em alguns modelos fabricados a partir de Setembro
De acordo com a fabricante alemã, as tecnologias que vão ser integradas nos novos automóveis permitem controlar o auto rádio ou um leitor de GPS através de comandos de voz, evitando grandes distracções do automobilista.
 
Uma das inovações do sistema, que a (link) BMW considera ser pioneiro na Europa, é o facto de permitir ao utilizador escolher directamente uma faixa musical, por nome do artista ou música, ou a fonte sonora, seja rádio ou CD.
http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Tecnologia/Interior.aspx?content_id=138051
 
Jaguar
 
Sofisticado Sistema Adaptativo de Tecnologia de Restrição (ARTS) para máxima protecção dos ocupantes.
 
http://www.jaguar.pt/pt/pt/xk/models_pricing/standard_features/safety.htm
 
 
- Os automóveis que teremos daqui a 5 anos estão agora a ser criados e actualmente a par do desenvolvimento dos sistemas de apoio ao condutor no processo de condução do veículo, também as diferentes opções em termos de energia estão a ser estudados.
http://cambiantevelador.blogs.sapo.pt/43853.html
 
- Existem três razões principais para esta preocupação: A primeira sem dúvida é a poluição, que tem tido na consciencialização das pessoas sobre o aquecimento global e o preço do petróleo um importante contributo.
 
- A questão da fiscalidade (ISP) em relação aos carros eléctricos ou outros igualmente alternativos será no futuro determinante. http://cambiantevelador.blogs.sapo.pt/36500.html
 
- A história do automóvel também nos pode dar um contributo valioso, isto porque o veículo de motor eléctrico é anterior ao veículo de motor térmico, assim, o seu sucesso dependerá entre outros factores, que ofereça a mesma mobilidade a um preço semelhante aos carros de combustíveis fósseis.
 
Portugal apresenta primeira rede de abastecimento de carros eléctricos da Europa
 
http://www.portugal.gov.pt/pt/GC17/Governo/Ministerios/PCM/MEAI/Notas/Pages/20090617_MEAI_Com_Veiculos_Electricos.aspx
 
O combustível do Futuro, será eléctrico?
 
http://news.bbc.co.uk/2/hi/business/8001667.stm
 
Será o hidrogénio?
 
http://www.spacemart.com/Car_Technology.html
 
Ou ainda um carro movido a pressão de ar?
 
http://zeropollutionmotors.us/
 
“O presente é a bigorna onde se forja o futuro”
Victor Hugo
 
publicado por cambiantevelador às 00:17
link do post | sujerir | favorito
Sexta-feira, 19 de Junho de 2009

Cones...

 

 

 

Sistema de Manejo de Cones

 
Uma das tarefas mais perigosas ao longo da Auto-estrada está em “apanhar” cones, o Sistema de Manejo de Cones foi evidentemente projectado para que os funcionários possam carregar e descarregar cones em segurança.
 
http://www.epicsolutions.us/equipment.html#CHS3100
 
Recolha de Cones Automatizada
 
http://www.youtube.com/watch?v=o6BqQEZ-Rtg
 
Cones andantes
 
Conhecem aqueles cones cor de laranja para sinalizar nas estradas? No futuro não vai ser necessário correr riscos a colocá-los, um professor do Nebraska desenvolveu cones robóticos, que podem mover-se por ordens dadas à distância.
 
http://www.msnbc.msn.com/id/4872379/
 
Medição de Altura e Reconhecimento Automática de Serviços e Dados de Estrada.
 
http://www.youtube.com/watch?v=vRO62jV8624
 
Como vão os conhecimentos de mecânica?
 
http://www.hsw.uol.com.br/quiz.htm?q=5

 

 
Onde houver uma árvore para plantar, planta-a tu. Onde houver um erro para emendar, emenda-o tu. Onde houver um esforço de que todos fogem, fá-lo tu. Sê tu aquele que afasta as pedras do caminho.
Gabriela Mistral
    
 
 

publicado por cambiantevelador às 16:49
link do post | sujerir | favorito
Quarta-feira, 17 de Junho de 2009

Sinalização de Acidentes...

 

 

Problemática da Segurança Rodoviária -

 

 -O problema dos acidentes rodoviários está esmagadoramente centrado no condutor.

   

-A norma  é multar os condutores por excesso de velocidade,

 

quase sempre nas notícias é esse o motivo invocado para os acidentes mortais que tem sido o aconchego ideal da consciência social.

  

-Existem traçados de condução quase impraticável, em que a sinalização em é enexistente e quando aparece resume-se a uma placa indicativa - a única - mesmo em cima da saída ou cruzamento.

 

Afectando portanto, o condutor na sua capacidade de decisão de uma forma absoluta.

 

-Assim, quando acontecem os acidentes, até as autoridades policiais nunca hesitem em apontar o excesso de velocidade e o caso está encerrado.

 

-Também, nos veredictos dos tribunais, em casos de sinistro, poucas são asdecisões desfavoráveis a agentes ou entidades que sejam responsáveis pela construção e/ou manutenção das estradas.

 

-Talvez porque suscita responsabilidades muito melindrosas, criminiais, cíveis

e até politicas.

Não tendo, por isso, grandes efeitos as queixas que se possam fazer para as entidades com responsabilidades nessas matérias.

 

-O princípio de confiança do condutor com a estrada nâo pode ser traído por quem,tiver a responsabilidade de, sinalizar os locais que possam oferecer perigo para o trânsito, ou em que este deva estar sujeito a restições especiais (sinalização temporária).

 

-Esquece-se de que a “gestão do perigo”,

 

 

que deve ser acautelada na sinalização é muitas vezes gravemente violada, inpossibilitando assim que o condutor faça uma avaliação correcta do perigo e tenha tempo de reduzir a velocidade.

 

-Podem argumentar que houve falta de atenção ou que o condutor ia em excesso de velocidade. Mas, pelo menos, teria de haver uma partilha de culpa. Quantas vezes o desfecho acaba por ser fatal!

 

-Desde logo, porque, se alguém circula numa estrada com uma sinalização que permite circular até 120 Km/h, como o caso das Auto-estradas fará uma "gestão do perigo" e arriscará os 130 ou 140 km/h (sempre 10 ou 20 km/h acima do indicado), julgando que isso não é perigoso.  Não se pode individualizar mas todos os automobilistas o fazem.

 

-Ora, pensando este que vai em condições de segurança, apenas com um "controlado" excesso de 10 ou 20 km/h, e se circula numa auto-estrada concessionada, logo vigiada, a sua expectativa é a de que a estrada em que circula estarádesobstruída ou, em caso contrário, devidamente sinalizada.

 

-Tem assim a sinalização temporária...

 ...uma importância fundamental (além de que obrigatória , pelo Código da Estada) na “gestão de perigo” que o condutor fará perante a dita sinalização, passando por isso a reduzir a velocidade, para que possa fazer uma avaliação correcta do perigo.

 

-Na colocação de Sinalização Temporária em Auto-estrada, haverá que ter em

conta, não só a colocação dos sinais, mas o bom senso na adaptabilidade dos

mesmos.

 

Na colocação dos sinais, deverá ter-se em conta:

 

-As condições atmosféricas (chuva,nevoeiro,etc.), a visiblidade (dia,noite,etc.), a configuração do traçado onde se encontra o acidente e/ou obstáculo (curva,lomba, etc), as carecterísticas (2 ou mais vias, com ou sem berma, etc.), a intensidade do tráfego (volume,velocidade na zona,mais pasados ou não,etc.), a provável gravidade e/ou provável duração (meios envolvidos,etc.), é por tudo isto, que também, a experiência profissional tem grande importância.

 

-A sinalização colocada, para que a pessoa reaja, tem de primeiro entrar nos seus sentidos.

 

-Formula para tempos de reacção: -

 

120 Km/h correspondem a 120.000 metros hora. --- Uma hora tem 60 minutos e cada minuto 60 segundos.

 

Ora, sinalização a 500 metros, tem só 15 segundos para reagir.

15 segundos MUITO POUCO ! Não é?

 

 - Colóquio subordinado ao tema "Sinistralidade Rodoviária - Novas e Velhas Causas", realizado na Universidade Católica, onde, pela primeira vez, um colectivo de juízes, engenheiros e representantes do Ministério Público (MP) provou que uma mentira repetida mil vezes não se torna mais verdadeira.

 

 Estudo elaborado pelo Observatório de Segurança de Estradas e Cidades (OSEC), que aponta o dedo à falta de condições das nossas infra-estruturas rodoviárias.

 

 http://www.automotor.xl.pt/0606/200.shtm

 

 

publicado por cambiantevelador às 10:53
link do post | sujerir | favorito
Segunda-feira, 15 de Junho de 2009

"Tunning" em Portugal...

 

Infracções
 
Telemóvel ao volante deu 7 milhões em multas
 
A PSP e a GNR multaram, no último ano, 59.930 condutores por falarem ao telemóvel enquanto conduziam…
 
«São muito raros os portugueses que se dão ao trabalho de usar auricular ou bluetooth», refere Luís Escudeiro, investigador na área de sinistralidade e formador na Escola de Polícia Judiciária.
 
Em Portugal, empresas como a BP mostram-se conscientes dos riscos: todos os funcionários estão proibidos de usar este dispositivo quando entram nos veículos.
 
http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=137483
 
«Tunning»: PSP/Porto apreendeu seis carros no «Queimódromo» do Porto onde decorre concentração com mil veículos
Porto, 24 Maio (Lusa) – A PSP do Porto apreendeu, sábado de noite, seis carros transformados no sistema "tunning" à porta do «Queimódromo» do Porto onde decorre uma concentração do sector, com cerca de mil veículos, disse fonte da organização do evento.
Carlos Silva, da associação "Força do tunning" disse, hoje, à Lusa que os agentes policiais foram destacados para o local, "propositadamente para multar e apreender os carros, o que demonstra que o Governo mantém a intenção de perseguir os 200 mil adeptos do chamado «tunning»".
…os proprietários dos carros ficaram sem o livrete e vão agora pagar 250 euros de multa e proceder a uma inspecção do tipo B, onde, com a legislação actual, "serão chumbados".
http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9711078.html
 
«Tunning»: Adeptos ponderam manifestar-se e recorrer ao Tribunal Europeu para exigir legalização de veículos.
Porto, 23 Maio (Lusa) – Os adeptos do chamado "tunning" pretendem realizar novas manifestações para exigir a legalização dos veículos e ponderam recorrer aos tribunais europeus contra o Governo português, disse, hoje, fonte do sector.
Carlos Silva, dirigente da associação "Força do tunning" disse à Lusa que, "se o Governo não der passos no sentido de regulamentar a actividade do sector, haverá manifestações públicas em todo o país".
A associação - acrescentou - pondera, também, o recurso ao Tribunal Europeu de Justiça, dado que Portugal continua a ser o único país europeu em que o "tunning" não foi legalizado.
http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9708077.html
 
 
 - Sendo as películas coloridas consideradas acessórios, nos termos do disposto no n.º 1 do artigo 114.º do Código da Estrada, importa regulamentar o seu regime jurídico…
Artigo 114.º
Características dos veículos
1 - As características dos veículos e dos respectivos sistemas, componentes e acessórios são fixadas em regulamento.
 
 - Portugal foi condenado pelo Tribunal Europeu, por proibir a afixação de Películas Coloridas nos vidros dos veículos automóvel.
 
 - De forma a corrigir esta infracção foi aprovado o Decreto-Lei n.º 392/200728 de Dezembro de 2007.
 
http://www.dre.pt/pdf1sdip/2007/12/24900/0906409074.PDF
 
 
 - Este Diploma veio homologar a utilização de Películas Coloridas nos vidros dos automóveis, respeitando previamente algumas regras:

* A empresa habilitada a prestar o serviço de instalação terá de fornecer um certificado de Homologação CE ao proprietário do veículo;

* As Películas instaladas deverão de constar numa lista de Películas homologadas e conter um símbolo de homologação gravado na própria Película;

* Os automóveis terão de ser sujeitos a uma inspecção extraordinária num Centro de Inspecções Técnica de Veículos de categoria B de forma a ser avaliada a sua correcta instalação;

* Caso a instalação seja aprovada terá de passar a constar, no Certificado de Matrícula, a devida autorização de circulação do veículo com esta transformação.

 - A lei entrou em vigor sem que se tenha acautelado todos os parâmetros, como a inexistência da publicação de um Despacho do Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres I.P., previsto no Artigo 21º do mesmo Diploma, que definirá o símbolo da marca de homologação nacional das futuras Películas homologadas e quais as marcas de homologação europeia que serão aceites em Portugal.
 
 - Sem esta deliberação do Presidente do IMTT será impossível, os veículos equipados com Película nos vidros, apresentarem-se em inspecção extraordinária a realizar num Centro de Inspecção Técnica de Veículos (CITV) da categoria B pois os profissionais destas Instituições carecem de coordenadas que permitam realizar estas vistorias.

 - Um segundo ponto que merece toda a atenção é o valor previsto para a tal intervenção necessária à aprovação do veículo em inspecção extraordinária a realizar num Centro de Inspecção Técnica de Veículos (CITV) da categoria B…
 
 - Estas Películas Solares embora apelativas não servem apenas a uma questão estética mas permitem igualmente uma devida protecção das radiações solares, bem como uma profícua protecção em caso de fractura dos vidros (principalmente os laterais, visto que nos veículos mais recentes os pára-brisas são laminados) e um relevante meio de dissuasão de furtos.
 
 - Portanto, os automobilistas que por uma questão de conforto, estética, saúde e/ou segurança quiserem usufruir das qualidades evidenciadas pela Película Automóvel, são autuados diariamente com coimas de 250€.
 
 - A multa anterior à entrada em vigor do Decreto-Lei n.º 392/2007 rondava os 30€…
 
“O direito rigoroso é uma espécie de injustiça”.
Cícero
 

 

publicado por cambiantevelador às 23:55
link do post | sujerir | favorito
Sexta-feira, 12 de Junho de 2009

Ponto negro na A2...

 

 

Novas regras para combater acidentes
 
  Criado sistema que permite sinalizar o local exacto das ocorrências a partir do posto policial mais perto.
 
Setúbal é o distrito com a sinistralidade rodoviária mais elevada do país, registando desde o início do ano 30 mortos.
 
Os locais mais problemáticos estão já a ser identificados para que possam ser intervencionados no próximo ano.
 
"Criámos em conjunto com a GNR e a PSP uma matriz comum de preenchimento de dados que identifica o local do acidente a partir do posto policial mais próximo", avançou, ao JN, a governadora-civil de Setúbal, Eurídice Pereira, a propósito dos relatórios concelhios de sinistralidade.
 
Os documentos – com dados até 30 de Setembro de 2008 – que já foram entregues às 13 autarquias e outras entidades ligadas à segurança rodoviária, concluem que em 65% dos casos os acidentes ocorreram dentro das localidades, apesar de o índice de gravidade ser mais elevado fora das povoações, onde os acidentes são sinalizados ao quilómetro…
 
Os acidentes registados nos primeiros nove meses de 2008 foram causados maioritariamente por despiste, colisão frontal e atropelamento.
 
À excepção do concelho de Sesimbra, com mais quatro acidentes e uma vítima mortal, a sinistralidade diminuiu em 2008 no distrito de Setúbal. Foram contabilizados 1741 acidentes, menos 291 do que no mesmo período de 2007. O concelho de Setúbal, com 282 acidentes, lidera a lista, seguido do Seixal, com 258, e de Almada, com 234.
 
A Câmara de Palmela diz que é preciso "garantir, com urgência, as variantes às estradas nacionais 252 e 379", já que os acidentes em auto-estradas e estradas nacionais têm maior gravidade.
 
Por seu lado, a autarquia Seixalense exige a intervenção da Estradas de Portugal no entroncamento da Estrada Nacional (EN) 10 com a EN10-2. "É necessário colocar ali uma rotunda. Ficámos desagradados por não ter sido contemplada nas obras entre o Fogueteiro e Coina, tendo em conta que é um dos entroncamentos com maior sinistralidade", realça o vereador Joaquim Santos…
http://jn.sapo.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Set%FAbal&Concelho=Set%FAbal&Option=Interior&content_id=1256893
 
 
Pontos Negros do Distrito de Setúbal
 
Em 2007 morreram nas estradas do Distrito 79 pessoas
 
O Governo Civil de Setúbal assinalou, ontem, com silhuetas negras de três metros de altura, os oito pontos negros do Distrito, relativos ao ano de 2007.

A partir de agora, os automobilistas e peões que passarem por aqueles troços tomam conhecimento que naquele lanço de estrada (com o máximo de 200 metros) registaram-se, pelo menos, cinco acidentes com vítimas e que a via apresenta um indicador de gravidade superior a 20.
 

“Mortos na Estrada – Vamos travar este drama”

As silhuetas negras, da campanha de segurança rodoviária “Mortos na EstradaVamos travar este drama”, vão permanecer nas estradas do Distrito, numa iniciativa inédita no país, até ao final do ano, altura em que os dados de sinistralidade rodoviária poderão ou não comprovar que aquele troço deixou de ser um ponto negro.

“O que é importante que estas silhuetas digam é que há gente a morrer nas estradas e a ficar incapacitada fisicamente e mentalmente para o resto da vida.
 
O que estamos a fazer é, a partir de uma imagem, transmitir um forte alerta, um forte pedido aos condutores e aos peões para que tenham cuidados redobrados e condução defensiva para diminuirmos as mortes, e principalmente o número de acidentes nas estradas, porque se diminuirmos o número de acidentes, obviamente que as consequências destes acidentes não aparecerão”, afiançou Eurídice Pereira.

Foram identificados os pontos negros

- O percurso efectuado, ontem, incluiu deslocações ao IC 20 (via rápida da Costa de Caparica), onde foram identificados dois pontos negros em 2007 – um ao km 3,400(antes da 1.ª saída para o Hospital Garcia de Orta), que registou uma vítima mortal, e outro ao km 2,100 (antes da saída para a Faculdade de Ciências e Tecnologia) à EN 378 (antes das bombas de gasolina da BP), e à EN 10, para identificação de três pontos negros ao km 14,800 (junto à saída para a estação de Quinta do Conde), km 16,800 (à entrada do cruzamento de Coina) e km 18,320 (junto às bombas de gasolina do Parque Industrial do Seixal), que também registou um morto.
 
Durante a viagem, o Conselho Coordenador Consultivo de Prevenção Segurança Rodoviárias, presidido pela Governadora Civil de Setúbal, e composto pelas Forças de Segurança do Distrito, EP- Estradas de Portugal, Brisa, ANSR, IMTT e municípios, teve ainda oportunidade de passar pelos dois pontos negros identificados na
 
A2, no sentido Norte-Sul, ao km 5,750 e 9,100,
 
 A primeira área está concessionada à Lusoponte e a segunda à Brisa

Na sequência do acidente rodoviário que vitimou, a 5 de Maio, na EN 397 (Azeitão /Sesimbra), uma aluna do colégio Saint Peter’s School, o Governo Civil de Setúbal percorreu, também, essa via, cujo trajecto foi acompanhado pelo Director das Estradas de Portugal, João Fonseca, que explicou no local, que aquela via sofreu um reforço na sinalética vertical, intensificou-se a sinalização das curvas e em parte do troço diminuiu-se o limite de velocidade permitida. A sinalização dos pontos negros do Distrito decorreu logo a seguir à reunião do Conselho Coordenador de Segurança Rodoviária, que se reúne, no mínimo, de três em três meses.
http://www.gov-civil-setubal.pt/galeria.php?a=488F5C66CC555
 
 
Denunciem aqui, situações onde haja acidentes, ou onde esteja em causa a segurança rodoviária, basta seguir este linck:
 
http://www.deco.proteste.pt/automovel/mobilidade/pontos-negros-formulario-de-denuncia-s518671.htm,
 
Entretanto para quem tiver curiosidade também pode ver na página online da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviáriaquais os pontos negros da vossa cidade, onde há acidentes com feridos graves e mortes, onde o atropelamento se destaca das restantes situações.Linck aqui: http://www.ansr.pt/Default.aspx?tabid=103
 
 
"A opinião pública é um poder invisível, misterioso, a que nada resiste".
Napoleão 
 
 
 
publicado por cambiantevelador às 00:35
link do post | sujerir | favorito
Quarta-feira, 10 de Junho de 2009

O Ferrari e a Burra...

 

 

Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades
 
Compra de Ferraris aumenta 200% em Abril
2009/05/07 
 
No mês homólogo, a marca vendeu apenas um veículo A compra de Ferraris em Portugal aumentou 200 por cento no mês de Abril, em comparação com o mês homólogo do ano passado.
Veja todos os Ferraris aqui
A marca italiana vendeu 3 unidades no mês em questão, contra uma unidade vendida no mês homólogo, revelam dados da Associação Portuguesa de Automóvel (ACAP).
Ainda no sector dos carros de luxo, a Aston Martin vendeu uma unidade no mês passado e a Bentley vendeu dois veículos.
A Mercedes vendeu em Abril 509 carros, a Audi 496 e a BMW 640 unidades.
Maioria das marcas mais baratas desce nas vendas
Nas marcas mais acessíveis para os consumidores, a Renault baixou as suas vendas em 61,4% em Abril, ao vender 1.067 unidades.
Também a Volkswagen desceu. A marca caiu 20,1% ao vender 1.130 veículos.
A Citroen e a Peugeot desceram ambas 33% em Abril. A primeira marca vendeu 838 veículos e a segunda transaccionou 863 carros.
A contrariar a tendência do sector ficou a Kia, que subiu as suas vendas em 8,5%, a Lancia que cresceu 8,8% e a Dacia que aumentou 62,5%.
http://www.agenciafinanceira.iol.pt/noticia.php?div_id=1728&id=1062309
 
Burros em extinção…
 
"Se hoje ainda existem burros em Portugal, não é pelo que se fez cientificamente para a sua preservação, mas sim pelas características da nossa agricultura, especialmente na região transmontana", afirma Luísa Samões. Os recenseamentos de asininos, realizados de dez em dez anos, permitiram concluir que, desde 1940, o número de burros diminuiu de 9000 para 4500.
 
http://www.bragancanet.pt/picote/portugues/imprensa/pub_burros_extincao.htm
 
 
“ O dever de cada um é tentar tornar o cantinho em que podemos ter alguma influência um pouco menos miserável e um pouco menos ignorante”.
T. H. Huxley
 
Citação dedicada a todos os amigos e colegas de trabalho.
F. B.
 
 
publicado por cambiantevelador às 23:52
link do post | sujerir | favorito
Segunda-feira, 8 de Junho de 2009

Nascer e Morrer na A24…

Bebé nasceu ao quilómetro 28 da A24.

 Dois voluntários de Vidago, José Pinto e Mário António, passaram a constar do grupo cada vez maior de "bombeiros parteiros". Ontem, ao quilómetro 28 da A24 a sua ambulância, serviu de "sala de partos" improvisada para o nascimento de uma menina que resolveu vir ao mundo antes de chegar à Maternidade do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes, em Vila Real…
http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1253043
 
Ucraniano morre em acidente com camião
 - Um homem morreu ontem quando o camião em que seguia se despistou na A 25, junto a Fornos de Algodres. O despiste do pesado, que ocorreu cerca das 04.30, obrigou ao corte da auto-estrada durante várias horas entre os nós de Chãs de Tavares e Fornos de Algodres. http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/Interior.aspx?content_id=1221753
 
Despiste em Sernancelhe causa um morto
 
- Um homem morreu na madrugada deste domingo num acidente de viação ocorrido na Vila da Ponte, em Sernancelhe, revelou fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Viseu. A vítima mortal é um homem de cerca de 60 anos, adiantou.
http://jn.sapo.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Viseu&Concelho=Sernancelhe&Option=Interior&content_id=1235471
 
Nove portugueses feridos em acidente em Espanha
 
- Nove portugueses ficaram feridos, um dos quais com gravidade, num despiste de uma viatura de matrícula portuguesa na estrada N-122, em Muleas del Pan, na cidade espanhola de Zamora.
http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=1248192
 
Trabalhadores morrem em despiste na A25
O despiste de uma carrinha, seguido de capotamento, matou ontem de madrugada dois trabalhadores e feriu outros cinco, na A25, perto de Vouzela. As vítimas, residentes no Norte do País, regressavam de Málaga (Espanha), onde trabalhavam, para passar o fim-de-semana com as famílias…
 
Segundo fontes da GNR, a carrinha entrou em despiste numa curva
 
PONTO NEGRO
No local do despiste tem havido mais acidentes.
 
Desde que abriu a A25, já se registaram cinco vítimas mortais na zona de Vouzela. Todos os sinistros foram no sentido Viseu-Aveiro e envolveram pessoas que vinham de Espanha…
Na altura do acidente estava neblina e chuva miudinha. Durante a tarde, devido ao mau tempo, verificaram-se mais três despistes na mesma zona, dos quais resultaram três feridos ligeiros.
http://www.correiomanha.pt/noticia.aspx?contentid=9EACF1AA-ADDB-40CE-A7ED-3BA9D32FA5CA&channelid=00000010-0000-0000-0000-000000000010
 
 
Sete feridos graves e dois ligeiros em colisão na A2
 
- Sete feridos graves e dois ligeiros é o resultado de uma colisão entre uma carrinha ligeira e um camião que ocorreu hoje na Auto-Estrada do Sul (A2), perto de Almodôvar, disse fonte da GNR
 
A carrinha monovolume de nove lugares embateu na traseira do camião cerca das 09:00, ao quilómetro 214 da A2, a Sul de Almodôvar, precisou o oficial de relações públicas do Comando Territorial de Beja da GNR, major José Candeias.
http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=137136
 
Um morto e três feridos na A24
 
Um morto e três feridos ligeiros é o resultado de um acidente ocorrido hoje na auto-estrada A24, na zona de Valdigem (Lamego), disse à Agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Viseu...
http://jn.sapo.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Viseu&Concelho=Lamego&Option=Interior&content_id=1251277
 
Carregado: Despiste provoca morte do condutor
 
O despiste de um veículo pesado na Auto-Estrada do Norte (A1), junto ao nó do Carregado, provocou hoje de manhã a morte do condutor do veículo, disse à agência Lusa fonte da GNR.
 
A GNR refere que como o camião saiu da auto-estrada quando se despistou, a circulação rodoviária na zona não está a ser afectada, embora decorressem trabalhos para remover o veículo.
http://www.gaiafm.com/?q=C/NEWSSHOW/9709
 
Condutor em contra-mão morre na A24
 
- Um condutor em contra-mão morreu, esta terça-feira de manhã, num acidente na A24, em Valdigem, Lamego, tendo provocado ferimentos nos ocupantes de outra viatura, a director e o subdirector da Segurança Social de Bragança.
 
…uma colisão frontal numa auto-estrada pressupõe uma situação de circulação em contra-mão…
http://jn.sapo.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Viseu&Concelho=Lamego&Option=Interior&content_id=1251758
 
A25 substituiu o IP5
 
A25, que substituiu o IP5 em finais de 2006. Desde então, morre-se quatro vezes menos na mais importante ligação rodoviária de Portugal ao resto da Europa, que atravessa os distritos de Aveiro, Viseu e Guarda.
 
Até final de Outubro de 2008, tinham-se registado 323 acidentes entre Aveiro e Vilar Formoso, bem longe dos 723 ocorridos em 2002 no IP5.
http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Guarda&Concelho=Fornos%20de%20Algodres&Option=Interior&content_id=1221581
 
Acumulação de acidentes
 - Nas zonas de acumulação de acidentes, nos chamados pontos negros, deveria se criado em simultâneo e um conjunto, marcadores que fizessem a descrição das várias estradas em que ocorreram os acidentes.
- A lei portuguesa prevê que as causas de acidentes de viação sejam investigadas e os culpados apurados, condutores ou não, já é tempo de começar a apurar os verdadeiros factores e não apenas as causas, e que resultem em consequências.
- A título de exemplo, as notícias anteriores ficam normalmente apenas como manchetes de jornal e não mais o público terá conhecimento de qualquer resultado.
Pontos Negros...http://cambiantevelador.blogs.sapo.pt/49448.html
Morrer a Trabalhar na Auto-estrada do sul...http://cambiantevelador.blogs.sapo.pt/18437.html
 
“A verdade é a única coisa que não é susceptível de progresso”.
J. Billings
 
 
 
publicado por cambiantevelador às 11:53
link do post | sujerir | favorito
Sexta-feira, 5 de Junho de 2009

Dia Mundial do Ambiente...

 

 

 

 
Dia Mundial do Ambiente
 
O dia Mundial do Ambiente é comemorado desde 1972, quando foi criado pela Assembleia-geral das Nações Unidas para marcar o início da Conferência de Estocolmo sobre o Meio Ambiente Humano.

A data pretende consciencializar a população mundial sobre o ambiente e potenciar atenção e acção políticas. Em 2009 o dia é dedicado às Alterações Climáticas que serão tema de uma Conferência Internacional que decorrerá em Copenhaga antes do fim do ano e onde se assinará um protocolo pós-Quioto. O lema de 2009 é então “O seu planeta precisa de si – una-se para combater as alterações Climáticas”.

http://www.unep.org/wed/2009/portuguese/facaalgo.htm
 
Reduzir a velocidade para melhorar a segurança e o meio ambiente.

 - Na nossa sociedade concedemos um alto valor à velocidade.
 
 - Dois em cada três acidentes de viação são devidos, de forma directa ou indirecta, ao excesso de velocidade.

 - A máxima eficiência energética dos veículos encontra-se entre os 80-90 km/h. A partir daí consomem-se crescentes quantidades de combustível com rendimentos decrescentes.
 
 - Em estreita relação com o consumo energético, a emissão de gases de escape aumenta com o quadrado da velocidade.
 
 - Isto é válido tanto para as emissões de CO2, responsáveis pelo efeito de estufa, como para os outros agentes poluidores resultantes do tráfego, que provocam mais mortes prematuras que os acidentes.
 
Estudo – Fumo do trânsito tem malefícios semelhantes ao do tabaco
http://cambiantevelador.blogs.sapo.pt/43853.html
 
 - O ruído aerodinâmico, proveniente do tráfego é responsável por cerca de 80 % do ruído urbano.

 - Baixar de 120 km/h para 90 km/h, provoca uma redução de 25% no consumo de combustível e, consequentemente, também de emissões de poluentes pelos veículos, melhorando a qualidade do ar urbano e os impactes no meio ambiente.
 
Baixar 17 km/h pode fazer toda a diferença.
http://www.youtube.com/watch?v=fhV5O-it9kY
 
Controlo de velocidade (Austrália)
http://www.youtube.com/watch?v=00YIaa2mnyI&feature=related
 
Respeitar os limites de velocidade (Espanha)
http://www.youtube.com/watch?v=o6lI5Z70KSs
 
Campanhas de segurança rodoviária:
http://cambiantevelador.blogs.sapo.pt/44956.html
 
Controlo da velocidade em Auto-estrada.
http://cambiantevelador.blogs.sapo.pt/52164.html
 
"Aqueles que compreendem não compreendem que não se comprenda".
Paul Valéry 
 
 
  
 

 

publicado por cambiantevelador às 16:26
link do post | sujerir | favorito

.Mais sobre mim em breve

.pesquisar

 

.Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. 406 Mortos nas estradas.....

. Auto-estradas sem Brigada...

. Condução Segura e Ecológi...

. Catástrofe Rodoviária…

. Portagens - CCUT 2014...

. Mais Vítimas na Estrada…

. Fim-de-semana negro...

. Travar a Sinistralidade.....

. Dê Férias à Velocidade…

. Crise Rodoviária em Portu...

.arquivos

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.favorito

. Contrato Promessa

. MOBILIDADE GEOGRÁFICA LAB...

. Cidadania activa: o jorna...

blogs SAPO

.subscrever feeds