Terça-feira, 2 de Dezembro de 2008

Obras e patrulhamentos...

 

Obras de alargamento começam 5ª feira entre Malveira e Loures
 
Lisboa, 25 Nov (Lusa)
Os 60 mil automobilistas que diariamente circulam na A8 (Lisboa/Leiria) vão a partir de quinta-feira, e durante dois anos, demorar mais tempo a percorrer os 10 quilómetros do troço Malveira/Loures devido às obras de alargamento da auto-estrada.
 
"Existe uma necessidade imperiosa de melhorar as condições de circulação neste troço",  justificou hoje José Braga, presidente da Auto-Estradas do Atlântico concessionária da A8.
 
O responsável disse que as obras de alargamento, de duas para três vias, implicarão apenas "uma demora de mais cinco minutos" em cada cinco quilómetros,
desde que "não haja acidentes ou outros constrangimentos".
 
Neste troço a velocidade média será reduzida para 60/80 quilómetros/hora.
 
Para minimizar as perdas de tempo, a Auto-Estradas do Atlântico
assegurará a existência de um reboque permanente na obra,
patrulhamentos com maior frequência,
equipas de apoio 24 horas/dia, painéis com mensagens e atendimento telefónico
(808 50 58 58).
 
Durante a intervenção, haverá obras nos dois sentidos
"para que se faça o mais rapidamente possível", disse José Braga que falava em conferência de imprensa realizada no Governo Civil de Lisboa e que reuniu autarcas, representantes das forças policiais e a Governadora Civil, Dalila Araújo.
 
O presidente da concessionária reconheceu ainda que a obra
"já devia estar realizada há anos" e admitiu que tem havido um aumento de tráfego com a abertura da A21 entre Malveira/Mafra/Ericeira.
O largamento da A8 vai custar 35 milhões de euros.
 
A empresa assegurou ainda que os automobilistas que se sintam lesados pela obra poderão recorrer ao direito de retorno das portagens conforme estipula a Lei 24/2007
LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A. 2008-11-25
 
  http://tv1.rtp.pt/noticias/?article=98367&visual=3&layout=10
 
 
Útil que se informe os utentes a existência da lei, mas é melhor que se cumpra.
 
 “Não pode existir totalidade da comunicação.
Ora, a comunicação seria a verdade se fosse total”.
Paul Ricouer
 
 

publicado por cambiantevelador às 22:00
link | sujerir | favorito

.Mais sobre mim em breve

.pesquisar

 

.Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. 406 Mortos nas estradas.....

. Auto-estradas sem Brigada...

. Condução Segura e Ecológi...

. Catástrofe Rodoviária…

. Portagens - CCUT 2014...

. Mais Vítimas na Estrada…

. Fim-de-semana negro...

. Travar a Sinistralidade.....

. Dê Férias à Velocidade…

. Crise Rodoviária em Portu...

.arquivos

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.favorito

. Contrato Promessa

. MOBILIDADE GEOGRÁFICA LAB...

. Cidadania activa: o jorna...

blogs SAPO

.subscrever feeds