Segunda-feira, 29 de Dezembro de 2008

Prepare-se para a estrada...

 

 

Prepare-se para a estrada
 
-Verificar se a viatura está em ordem para evitar transtornos durante a viagem
 
-Estar em boas condições para conduzir também é importante para garantir uma viagem tranquila
 
-Existem estudos, que apontam para
85% o número de acidentes nas estradas ocorram por falha humana, precedida de ingestão de bebidas alcoólicas, velocidade excessiva, ultrapassagem indevida, desobediência á sinalização e má conservação dos veículos.
 
Pneus
 Se os pneus não tiverem sulcos com profundidade acima de 1,6 mm, são considerados "carecas". Assim, passam a não dissipar a Água com eficiência, causando risco de “hidroplanagem mais conhecido por “aquaplaning”. Não esquecer também a pressão recomendada, assim como fazer-se sempre a mudança de 15.000 em 15.000km dos pneus de trás para a frente para que eles mantenham sempre o mesmo nível.
 
Suspensão
 Os amortecedores duram, em média, 60 mil quilómetros; uma solução caseira para os verificar é pressionar cada canto do carro para baixo, se balançar mais de duas vezes é sinal que o amortecedor daquele lado não está em boas condições. Nesse caso, eles devem ser substituídos aos pares.
 
Travões
 Pastilhas de travão que causam ruído acima do normal demonstram sinais de desgaste, também podem estar a danificar os discos. Se for necessário, peça para fazer uma verificação desses componentes. O fluido (óleo de travões) deve ser trocado a cada dois anos para evitar a formação de bolhas no sistema (água) que prejudiquem as travagens principalmente em descidas de serra.
 
Motor
 Verifique o nível de Óleo de motor e troque-o, se necessário. A Água do radiador deve estar misturada com aditivo anticongelante, numa proporção entre 20% e 50%. As correias não devem ser esquecidas, a do alternador e a da distribuição do motor, deve ser trocada no prazo que consta no manual do veículo. O sistema de ignição também deve ser verificado.
 
Limpa pára-brisas
 Para evitar o entupimento dos esguichos e para ficar livre de oleosidade que vem do fumo e do asfalto, misture algumas gotas de detergente neutro na água do reservatório do limpa pára-brisas. Veja também o estado das escovas e troque-as se for necessário.
 
Luzes
 Lâmpadas e fusíveis em bom estado também são importantes para viajar com segurança. Faróis limpos para garantir boa visibilidade á noite, além de uma sinalização eficiente. Ter sempre fusíveis e lâmpadas sobressalentes no porta-luvas, para casos de emergência.
 
Extintor
 A presença de um extintor de incêndio para automóveis na viatura é também
muito importante, que combata, incêndios do grupo A (origem sólida), B (origem em combustíveis) e também de preferência incêndios do grupo C (origem eléctrica).
 
Bagagem
 A distribuição da bagagem tem também uma grande importância, os objectos pesados devem ficar em baixo e mais à frente, junto ao banco traseiro. Se usar barras, transporte apenas cargas leves que não ultrapassem 30 cm de altura; Jamais obstrua a visão pelo retrovisor interior.
 
Animais
Animais de estimação devem viajar isolados, de preferência em caixas especiais que os mantenham bem arejados ou com sinto de segurança que existem em lojas da especialidade.
 
Posição de condução
 Não incline o encosto do banco mais de 35º para o cinto não apanhar a zona do pescoço, nos pontos de trás, devem passar pela região do tórax e pela linha da cintura e não pela barriga. Fique atento aos outros carros e procure antever que manobra, poderão efectuar. Utilize os retrovisores antes de ultrapassar. Os carros que estiverem na outra via podem travar de repente ou algum pode entrar mais rápido do que o previsto e não efectuar sinal.
 
Marcar a posição na estrada
 Ver e ser visto
 
Está comprovado: manter os faróis acesos de dia, ajuda a reduzir o risco de acidentes, sempre que for ultrapassar assinale a manobra. Antes de ultrapassar veículos pesados de um leve sinal de luzes ou um toque na buzina para chamar a atenção do condutor. Em caso de chuva forte ou nevoeiro, ligue a luz traseira de nevoeiro para marcar a sua posição.
 
Conduzindo sob nevoeiro intenso
 No Inverno aumenta a incidência de nevoeiro nas estradas, principalmente durante a madrugada e parte da manhã. Alguns condutores adoptam ligar os máximos, mas em vez de ajudar prejudicam a visibilidade. O correcto é utilizar os médios, ou melhor ainda, os faróis de berma (se os houver). Quando mais baixo for o foco, melhor será a visualização. Em modelos com regulam electricamente os faróis, uma alternativa consiste em orientar o foco para a posição mais baixa possível. Não esqueça de accionar também a luz traseira de nevoeiro.
 
Combatendo o sono em viagens
 O sono costuma ser implacável nas viagens mais longas. Para combater o sono, faça uma paragem a cada duas horas. Procure caminhar enquanto descansa. Lave o rosto e a nuca com água fria, depois tome um café e a seguir uma Coca-Cola (ambos são estimulantes). Compre algumas pastilhas para mascar enquanto guia; elas vão mantê-lo ocupado e acordado. Conduza com as janelas semiabertas e oriente o fluxo da circulação do ar (sempre frio) para o rosto. Ligue o rádio e aproveite para movimentar as pernas nas descidas, enquanto não usa os pedais. Se tudo isso, não resolver, encoste o carro em local seguro e descanse.
 
Evitando imprevistos e acidentes
 A visão é outra regra fundamental nas estradas. Além de concentrar a atenção nas luzes de travão dos veículos que vão á sua frente, procure olhar sempre através dos vidros dos outros carros para ver o que acontece. Evite a traseira dos pesados, que costumam obstruir completamente a visibilidade. Sempre que possível, dirija a atenção para 500 metros ou um quilómetro adiante para ver o que acontece na faixa de rodagem. Desse modo, além de se precaver de eventuais problemas, terá tempo suficiente para sinalizar ou reduzir progressivamente a velocidade numa emergência ou acidente.
 
Distância segura dos carros da frente
 Mantenha uma distância de mais de 40 metros em relação ao veículo que segue á sua frente. Esse espaço é o que vai necessitar para imobilizar seu carro numa travagem de emergência a 80 km/h, sem bater no outro. Rodando a 100 km/h essa distância sobe para mais de 60 metros. E assim progressivamente.
 
Como conviver com os veículos pesados
 Os pesados sempre foram um problema para os ligeiros quando circulam a muito baixa velocidade. Por isso devem ser respeitados. Convêm olhar para o retrovisor do pesado, se o condutor verificar que tem um ligeiro na retaguarda, quando pode, normalmente facilitam a passagem. Evite ultrapassar durante as curvas e também nas descidas. Faça isso apenas nas subidas; Redobre os cuidados quando for ultrapassar mais do que um, numa subida. Isto porque, para não perderem velocidade, tendem a acelerar mais um pouco. Antes de ultrapassar veículos pesados de um leve sinal de luzes ou um toque na buzina para chamar a atenção do condutor.
 
O que fazer quando há animais na estrada
 Se for surpreendido por animais na faixa de rodagem e necessitar de efectuar uma manobra arriscada para não atropelá-los tente não efectuar manobras bruscas. As vítimas mais frequentes são os cães, que costumam ter reacções imprevisíveis ou voltar ao ponto do qual partiram. Ao avistar um cão reduza a velocidade e sinalize para os carros que vem atrás, pois é bem provável que o animal venha a cruzar-se á sua frente e tenha mesmo que efectuar uma manobra de emergência. Um embate mesmo contra um cão pequeno pode destruir um veículo e causar graves lesões aos seus ocupantes.
 
Como proceder em acidentes
  Pode deparar-se com um acidente que tenha acontecido no momento. As vítimas feridas e tontas no momento, tanto podem ficar dentro do carro, sem reacção como sair de imediato sem tomarem sentido onde estão.
 
Primeira providência: sinalize o local. Accione as luzes de emergência (4 piscas) e coloque o triângulo de sinalização
 
- O sinal deve ser colocado verticalmente em relação ao pavimento e ao eixo da faixa de rodagem, a uma distância nunca inferior a 30 m da retaguarda do veículo ou da carga a sinalizar e por forma a ficar bem visível a uma distância de, pelo menos, 100 m ou
por forma bem visível e a uma distância que permita aos demais utentes da via tomar as precauções necessárias
 
utilizando o colete retrorreflector para chamar a atenção dos outros condutores e evitar outros acidentes. Se puder, ligue ou peça a alguém disponível para ligar para o 112 ou accionar um posto de SOS.
 
Nota: Os SOS estão numerados, indicam assim a sua localização.
 
Boa viagem
 
 
Operação Natal 2008: Mais 53% de feridos graves
http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=1064598
 
 
"O acaso não é, nem pode ser, senão a causa ignorada de um efeito conhecido"
Voltaire
 
 

publicado por cambiantevelador às 17:08
link | sujerir | favorito

.Mais sobre mim em breve

.pesquisar

 

.Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. 406 Mortos nas estradas.....

. Auto-estradas sem Brigada...

. Condução Segura e Ecológi...

. Catástrofe Rodoviária…

. Portagens - CCUT 2014...

. Mais Vítimas na Estrada…

. Fim-de-semana negro...

. Travar a Sinistralidade.....

. Dê Férias à Velocidade…

. Crise Rodoviária em Portu...

.arquivos

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.favorito

. Contrato Promessa

. MOBILIDADE GEOGRÁFICA LAB...

. Cidadania activa: o jorna...

blogs SAPO

.subscrever feeds