Sexta-feira, 2 de Janeiro de 2009

Eficiência no transporte rodoviário...

Portagens Renascença 31/12/2008

 

Transportadoras admitem protestos devido a aumentos
A Associação Nacional de Transportadores Pesados de Mercadorias (ANTRAM) está contra o aumento de 2,2% das portagens e não exclui o regresso dos protestos já no início do novo ano.
 O Ministério das Obras Públicas justifica aumento de portagens com valores da inflação.

António Mouzinho, presidente da
ANTRAM exige a manutenção dos descontos nas portagens e diz que estão em aberto todas as possibilidades, incluindo o regresso aos protestos.
“ A ANTRAM está frontalmente contra este aumento.
A economia real não suporta mais este aumento”.

Este responsável exige a
manutenção dos descontos durante o período nocturno.
António Mouzinho confirmou já ter pedido reuniões às concessionárias e ao Governo para falar sobre a exigência da manutenção deste regime de excepção, a partir de 1 de Janeiro de 2009.

Para Cabaço Martins, presidente da Associação Nacional de Pesados de Passageiros, o preço das portagens deve aumentar, para incentivar o uso do transporte público.

O Ministério das Obras públicas decretou para 2009 um aumento médio das portagens nas auto-estradas de 2,2%.

Fonte da tutela já disse à Renascença que o aumento previsto para as portagens teve em conta os valores da inflação, lembrando, por outro lado, que
o acordo para as transportadoras terem descontos nos percursos nocturnos foi estabelecido entre concessionárias e empresas de transportes e para vigorar num prazo de seis meses.
Para renovação desse benefício será por isso necessária uma nova negociação.
 
Transportes em revista
 
IRU, VDA e ACEA promovem simpósio no IAA
“Eficiência no transporte rodoviário
 
Vai realizar-se no dia 30 de Setembro, em Hannover, no decurso da 62ª edição do Salão de Veículos Comerciais IAA, um simpósio subordinado ao tema
“Eficiência no transporte rodoviário”,
organizado conjuntamente pela IRU, VDA e ACEA. Entre os temas “quentes” em debate, destacamos
“O objectivo da política de transportes europeia:
um frete rodoviário eficaz e sustentável”, a cargo de Ben Van Houtte, responsável pela Unidade logística, inovação e comodidade da DG TREN;
 
“Veículos mais longos para promover eficazmente o transporte comodal”, 
“Conceitos de veículos inovadores para uma maior eficiência”, “Tecnologias de informação e transporte rodoviário: melhorias de eficiência na telemática”; “Mais eficiência: o ponto de vista dos carregadores”. João Cerqueira 25.09.2008
 
IRU, ACEA e VDA defendem megacamiões no IAA
Menos 5 milhões de toneladas de emissões de CO2

A utilização dos mega camiões, aliada a estratégias logísticas inovadoras, constitui a melhor resposta possível da indústria de transportes rodoviários para absorver de forma eficaz o crescimento sustentado do transporte de mercadorias previsto na Europa e promover o princípio da comodidade, foi a principal conclusão  do simpósio internacional  promovido pela IRU, ACEA, e VDA, realizado no decurso da
62º edição do Salão Internacional de Veículos Utilitários (IAA).
 
 
O presidente da VDA e patrão da indústria alemã, Matthias Wissman sublinhou que:
«no decurso dos testes efectuados com ecocombis na Alemanha, ficou provado que
 o consumo combustível pode baixar entre 15 e 30% por tonelada transportada».
 
Por sua vez, para o secretário-geral da ACEA, Ivan Hodac: «uma promoção crescente da utilização dos ecocombis na Europa terá um impacto imediato sobre o rendimento do transporte».
Foi igualmente citado o estudo da Comissão Europeia, onde é referido que estes
conjuntos modulares permitiram a redução de pelo menos 5 milhões de toneladas de dióxido de carbono na Europa.
João Cerqueira 02.10.2008
 
Mega-camiões
Luís Simões apresentou projecto-piloto ao IMTT
 
O Grupo Luís Simões apresentou ao IMTT – Instituto de Mobilidade e Transportes Terrestres um projecto-piloto para a utilização de dois megacamiões no ano passado, mas, até hoje, ainda não obteve qualquer resposta por parte daquela entidade.
 
A experiência teria como objectivo
«estudar a viabilidade desta solução e seria efectuada com o acompanhamento das entidades competentes» em trajectos seleccionados,
segundo revelou Maria Antónia do Rosário, directora do Grupo Luís Simões, no III Seminário Plataformas Logísticas Ibéricas, numa intervenção subordinada ao tema
“As tendências sustentáveis na logística ibérica”.
 
Um mega camião é um conjunto articulado rodoviário com um peso bruto até 60 toneladas e um comprimento máximo até 24 metros
sendo apontado como um meio de transporte sustentável.
 
Uma vantagem apontada para esta solução é o facto de dois veículos conseguirem transportar o mesmo volume de carga do que três conjuntos articulados de 40 toneladas, contribuindo para uma redução do tráfego rodoviário e para uma diminuição no consumo de combustível até 30 por cento.
É uma solução já utilizada na Escandinávia, estando em testes na Bélgica, Holanda e Alemanha.Carlos Moura25.11.2008
 
 
Fase experimental deverá dar lugar a lei geral
Quase 200 megacamiões nas estradas holandeses
 
Segundo os serviços de circulação rodoviária do Estado holandês (RDW),
neste momento já operam nas estradas do país
194 mega camiões de 25,25 metros e 60 toneladas.
 
A associação empresarial de transportadores rodoviários e de logística TLN revela que o número de unidades já duplicou desde o passado mês de Agosto, data a partir da qual o governo holandês acedeu às pretensões do sector, passando a permitir a circulação experimental de conjuntos articulados de 60 toneladas, uma vez que até àquela data o peso máximo autorizado estava limitado às 50 toneladas.
 
A RDW tem vindo a aumentar o número de vias e de áreas onde os mega camiões podem circular. Neste momento, entre zonas industriais, centros de distribuição e terminais de carga, já está autorizado o acesso dos mega camiões a 291 locais na Holanda, e os serviços de circulação rodoviária estão a estudar 65 pedidos de acesso a novos locais.
A TLN acredita que a actual fase experimental irá dar lugar a um processo legislativo no curto prazo, que permitirá uma utilização mais generalizada destes conjuntos articulados.
João Cerqueira 23.12.2008
 

 Nota: "está demonstrado que um camião destrói o pavimento duas mil vezes mais do que um automóvel ligeiro, mas não paga duas mil vezes mais portagem".

 
- Em termos de segurança rodoviária, a circulação de veículos pesados, á noite, é uma mais valia, desde que bem acompanhados e sinalizados e deixariam de andar tantos veiculos pesados ( e alguns com matérias perigosas) em circulação, nas horas de maior fluxo de trânsito.
 
 
  "A necessidade que é a mãe da invenção..."
Platão
 
 

 

publicado por cambiantevelador às 23:21
link | sujerir | favorito

.Mais sobre mim em breve

.pesquisar

 

.Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. 406 Mortos nas estradas.....

. Auto-estradas sem Brigada...

. Condução Segura e Ecológi...

. Catástrofe Rodoviária…

. Portagens - CCUT 2014...

. Mais Vítimas na Estrada…

. Fim-de-semana negro...

. Travar a Sinistralidade.....

. Dê Férias à Velocidade…

. Crise Rodoviária em Portu...

.arquivos

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.favorito

. Contrato Promessa

. MOBILIDADE GEOGRÁFICA LAB...

. Cidadania activa: o jorna...

blogs SAPO

.subscrever feeds