Quarta-feira, 10 de Março de 2010

Assistência Rodoviária...

Assistência Rodoviária

07-02-2009
(…) Carrinhas para o que der e vier (????)

Basta um pixel. Um pixel fora do lugar nos painéis de mensagens e já os mecânicos da Brisa têm de informar o Centro de Coordenação para que dali alguém o repare. Mas um pixel é o menor dos seus trabalhos. "Mais de 80% das vezes somos os primeiros a chegar ao local dos acidentes, o que significa que encontramos pessoas em grande stress, em situações de agonia", diz Fernando Fernandes, 34 anos, mecânico da Brisa há 11.

"Depois, há quem nos receba como se fossemos um anjo da guarda", acrescenta. Fernando faz, como todos os
340 mecânicos da Brisa espalhados pelo país, rondas de duas em duas horas pela auto-estrada. A maioria dos condutores dirá que nunca vê as carrinhas de assistência passar por si em viagem, mas elas andam lá. "A verificar se há alguma anomalia, a fazer o controlo das vedações - para ver se há alguma chapa danificada -, a garantir que a auto-estrada está limpa", resume o encarregado da Assistência, Pedro Quirino. Sempre que há acidentes que criem mais de duas filas de trânsito ou com feridos graves, Pedro Quirino recebe uma mensagem no telemóvel.

Já não se impressiona facilmente: "Não somos insensíveis mas já trabalhamos muito com essas situações." Em 2008, aconteceram em média 27 acidentes por dia (entre os que só fizeram estragos materiais aos que provocaram feridos e mortos). Nada anormal para uma rede de auto-estradas que tem, por dia, uma média de 22 milhões de quilómetros percorridos. Mas os acidentes acontecem.

E é para "minimizar os seus efeitos" que as carrinhas de assistência servem. Estão equipadas com 20 litros de diesel e 10 de gasolina para garantir que qualquer automóvel chega à área de serviço mais próxima, têm extintores, rádio, GPS, telemóvel e até um terminal de multibanco. Não andam na estrada mais do que um ano.
Fonte:
Semanário Económico
http://www.josedemello.com/gjm_press_05.asp?lang=pt&empresa=1&noticia=8005
http://www.brisa.pt/ResourcesUser/Sustentabilidade/Documentos/Relatorios_
Sustentabilidade/RelatorioSustentabilidade_2003.pdf
http://www.brisa.pt/ResourcesUser/Sustentabilidade/Documentos/Relatorios_
Sustentabilidade/Relatorio_de_Sustentabilidade_2004.pdf
http://www.brisa.pt/ResourcesUser/Sustentabilidade/Documentos/Relatorios_
Sustentabilidade/Sustentabilidade2005.pdf
http://www.brisa.pt/ResourcesUser/Sustentabilidade/Documentos/Relatorios_
Sustentabilidade/Relatorio_de_Sustentabilidade_2006.pdf
http://www.brisa.pt/ResourcesUser/Sustentabilidade/Documentos/Relatorios_
Sustentabilidade/Sustentabilidade_2007.pdf
http://www.brisa.pt/ResourcesUser/Sustentabilidade/Documentos/Relatorios_
Sustentabilidade/RSustentabilidade2008_PT.pdf
Brisa Assistência Rodoviária
(…) Tendo como vector a  expansão das suas actividades fora da concessão principal da Brisa,
a BAR executa também a prestação de serviços de patrulhamento e de assistência  nas redes da Auto-Estradas do Atlântico, Mafratlântico, Brisal, Auto-estradas do Douro Litoral, Túnel do Marão,  Auto-estradas Baixo Tejo e Auto-estradas Litoral Oeste.
 
http://www.brisa.pt/PresentationLayer/textosdetail.aspx?menuid=221&textoid=2054
Assistência Rodoviária -
- Conta agora com apenas 228 (Técnicos especializados) Oficiais de mecânica,
apesar dos cerca de 1700 quilómetros actuais, geridos pelas concessionárias participadas pela Brisa. 
(ACT - Acordo Colectivo de Trabalho)
  
 
 
Constituição da República Portuguesa
Artigo 18.º
(Força jurídica)
1.            Os preceitos constitucionais respeitantes aos direitos, liberdades e garantias são directamente aplicáveis e vinculam as entidades públicas e privadas.
 
Artigo 21.º
Direito de resistência
 
Todos têm o direito de resistir a qualquer ordem que ofenda os seus direitos, liberdades e garantias e de repelir pela força qualquer agressão, quando não seja possível recorrer à autoridade pública.
 
Artigo 58.º
Direito ao trabalho
 
1. Todos têm direito ao trabalho.
2. Para assegurar o direito ao trabalho, incumbe ao Estado promover:
c) A formação cultural e técnica e a valorização profissional dos trabalhadores.
 
Artigo 59.º
Direitos dos trabalhadores
 
 
1. Todos os trabalhadores, sem distinção de idade, sexo, raça, cidadania, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, têm direito:
 
c) A prestação do trabalho em condições de higiene, segurança e saúde;…
 
Viver com Segurança: direito de todos, dever de cada um. F.B
 
publicado por cambiantevelador às 00:21
link do post | sujerir | favorito

.Mais sobre mim em breve

.pesquisar

 

.Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. 406 Mortos nas estradas.....

. Auto-estradas sem Brigada...

. Condução Segura e Ecológi...

. Catástrofe Rodoviária…

. Portagens - CCUT 2014...

. Mais Vítimas na Estrada…

. Fim-de-semana negro...

. Travar a Sinistralidade.....

. Dê Férias à Velocidade…

. Crise Rodoviária em Portu...

.arquivos

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.favorito

. Contrato Promessa

. MOBILIDADE GEOGRÁFICA LAB...

. Cidadania activa: o jorna...

blogs SAPO

.subscrever feeds